segunda-feira, 22 de maio de 2017

Coleção Marvel Salvat: 1602

COLEÇÃO MARVEL SALVAT: 1602
Digitalização e Tratamento: Renato Ptl/HORDA Comics

PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI

"Quando foi anunciado que Neil Gaiman escreveria uma minissérie para a Marvel, os fãs ficaram malucos tentando adivinhar em que ele trabalharia. Se você já conhece a obra de Neil Gaiman, sabe que seus romances e quadrinhos são, com frequência, uma bela mistura de contos de fadas e mitologia, combinados a personagens enigmáticos pós-modernos, tudo somado a uma influência decididamente gótica.

Graças a isso, muitos imaginaram que ele se voltaria para os personagens sobrenaturais da Marvel - Doutor Estranho, Motoqueiro Fantasma e similares. Outros, porém, defenderam que um dos primeiros trabalhos do autor nos quadrinhos foi o revolucionário Miracleman, portanto, não era de todo infactível que super-heróis mais tradicionais estivessem na sua mira. 

Em vez disso, ele criou uma série mirabolante que ninguém poderia ter imaginado, mesmo em seus sonhos mais febris - uma narrativa singular que só poderia ter saído da mente fértil de Neil Gaiman: 1602.  A premissa parece bizarra, para dizer o mínimo. Reinventar o Universo Marvel e seus principais protagonistas como se tivessem existido na Inglaterra elisabetana. 

Quem sabe o que a redação da Marvel pensou quando leu a proposta pela primeira vez. Por sorte, o editor-chefe, Joe Quesada, teve o bom senso de confiar nos instintos do escritor e deixá-lo tocar a ideia. E, claro, o projeto foi um grande sucesso. 

Mas, afinal, por que não seria? Gaiman é um grande autor, que parece possuir uma compreensão inata sobre o fluxo da linguagem. Há uma poesia natural na maneira como escreve, o que torna cada sentença um deleite de ser lido. De forma similar, a arte de Andy Kubert que usa a mesma técnica de 'lápis potencializado', vista pela primeira vez em Origem, está além de comparações, sendo que cada página, cada quadro, se torna um banquete para os olhos. 

Como o próprio Gaiman afirma em uma entrevista no final deste volume, uma de suas intenções com 1602 era recapturar o senso de maravilha que havia no início da Marvel Comics. Uma tarefa que ele alcançou sem vacilar e, ao fazê-lo, criou uma série imortal da Marvel. 

Todas as coisas mudam e nós mudamos com elas."




Nenhum comentário: