sábado, 31 de maio de 2014

A Saga de Thanos Completa


A SAGA DE THANOS - COMPLETA EM 05 VOLUMES
Scans by Onomatipéia Digital/Rapadura Açucarada


Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Sinopse: Finalmente chega ao fim A saga de Thanos, que envolve também o personagem Adam Warlock. Grande parte deste volume cinco foi publicado em Grandes Heróis Marve #1 e é o fechamento desta saga monumental, exclusiva da Editora abril, que a compilou. Thanos, o Deus Enlouquecido finalmente chega ao seu plano final que é destruir o universo apenas para agradar sua amada a Morte em pessoa. Num confronto intergaláctico, os maiores heróis Marvel, junto a Adam Warlock são convocados para a batalha... e perdem. No fim das contas, depende do Homem-Aranha e do Coisa, a salvação da humanidade, e de um gladiador esmeralda e sua jóia espiritual.

Os cinco volumes reuniram grandes autores, incluindo Stan Lee. O fechamento foi dado por Jim Starlin, que transformou o obscuro Warlock num herói de primeira grandeza. Também, os ilustradores eram os grandes nomes da década de 70, entre eles, Jack Kirby, Gil Kane, Herb Trimpe e o próprio Starlin. Deu um certo trabalho e demorou um pouco, mas toda a saga está agora digitalizada no formato em que foi publicado, sem acrescentar ou retirar nada.


O Ataque dos Perturbados Monstros da Neve


O ATAQUE DOS PERTURBADOS MONSTROS DA NEVE MUTANTES E ASSASSINOS
Scans by Rapadura Açucarada e Onomatopéia Digital


Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Sinopse: Chega o inverno e com ele muitas tarefas indesejáveis. Para contrabalançar, Calvin e Haroldo procyram passar o tempo da mlehor maneira possível, seja se divertindo juntos ou apenas fugindo das obrigações. Porém, nem tudo são flores, quando Calvin acha que seu único motivo de ansiedade seria esperar pelo Papai Noel, eis que ele e seu amigo tigre são atacados por bonecos de neve mutantes, tão reais quanto Haroldo. Calvin fará de tudo para que o plano dos estranhos seres vá por água abaxo.


domingo, 25 de maio de 2014

Superman vs. Muhammad ali


SUPERMAN vs. MUHAMMAD ALI: EDIÇÃO DE LUXO
Scans by Onomatopéia Digital/Rapadura Açucarada


Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Era o ano de Nosso Senhor de 1979, e eu tinha 10 anos de idade. Há exatos 35 anos atrás eu li o gibi acima pela primeira vez e, ontem, li pela segunda vez. Devido ao tempo que se passou, as lembranças são muito enevoadas quanto a se a HQ era minha mesmo ou emprestada. Não lembro de ninguém comprando para mim esta, que não era uma das revistas mais baratas da época, haja visto ser uma edição muito especial.

Para começar, ela era de tamanho diferenciado. Falando diretamente, era gigante. Pelo menos para um garoto de 10 anos era o que parecia ser. Me lembro bem de estar do lado de fora da escola, esperando o sinal tocar para entrar e eu com ela, aberta, me cobrindo quase todo (o que me faz suspeitar que era emprestada). Eu não sabia o que mais me impresionava: se o tamanho ou o fato de que havia uma pessoa real - Muhammad Ali - dentro de um gibi, e pior, lutando contra o Super-Homem! Era demais para minha cabeça.

O fato é que, fosse emprestada ou não, depois que eu a li, depois que eu a tive nas mãos, nunca mais a esqueci, e duvido que qualquer outra pessoa que o fez tenha esquecido. Mesmo demorando mais de 30 anos para ser republicada aqui no Brasil, ela nunca saiu da minha mente. Os scans da edição publicada pela EBAL, que foram inclusive restaurados e reletreirados, vagueiam pela rede internética de computadores.

Antes dos scans e da republicação, só era possível rever esta pérola nos sebos da vida. Alguns, ainda hoje, mesmo com a edição da Panini tendo sido lançada, cobram até R$ 200,00 pela edição da EBAL. Pelo menos aqueles que sabem o que tem nas mãos,

Esta nova edição desvenda como surgiu a ideia de juntar os dois ícones americanos, tudo contado editora Jennete Khan. Também há a capa, com as dezenas de pessoas famosas da década de 70, que estão na platéia, bem como um guia para saber quem são e onde estão. A verdade é que, fora o tamnanho, a republicação é bem superior e se você ainda conseguir encontrá-la, compre.

A história é bem simples: os Scrubbs, uma raça alienígena, quer destruir a Terra, para evitar que os humanos acabem por, quem sabe um dia, atacá-los, devido à natureza beligerante da humanidade. Mas, para dar-nos uma chance, eles querem que o maior campeão da Terra enfrente o deles em uma luta de boxe. Claro, a escolha óbvia seria o Super-Homem. Isso se não estivéssemos na década de 70 e se o esporte não fosse boxe, pois aí temos Muhammad ali.

Para desfazer o impasse o jeito é os dois se enfrentarem e o vitorioso lutará pela Terra, Claro que Kal-El não poderá lutar com seus poderes a pleno vapor. Sob um sol vermelho, lutará de igual para igual com Ali, que o treina durante algum tempo.

É uma história ingênua e divertida, mas com uma certa mensagem, que fazia parte das exigências de Muhammad Ali, para que ele estreaase o gibi junto ao Homem de Aço. O traço de Neal Adams faz com que ainda pareça uma HQ dos dias de hoje, devido a sempre ter sido um ilustrdor à frente do seu tempo.

Assim sendo, ao soar do ringue, divirta-se!


terça-feira, 20 de maio de 2014

Crime e Castigo


CRIME E CASTIGO - 04 EDIÇÕES
Scans 2.0 by Onomatopéia/Rapadura


Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Sinopse: Um pai viúvo cuida de sua filha pequena, que o idolatra, e do filho que está saindo da adolescência que não se dá bem com o mesmo. No entanto, Jimmy Kavanagh está prestes a ver sua vida pacata, monótona e serena ser abalada pelo retorno de um fantasma do passado. Dois fugitivos da prisão encontram Jimmy. Estão apavorados, pois dizem estarem sendo perseguidos por um misterioso homem chamado Stein, com quem os três tiveram negócios que terminaram muito mal no passado.

Agora Jimmy precisa fugir com seus filhos e os dois homens que o procuraram. No meio disso tudo, Jimmy e seu filho precisam melhorar a relação entre eles, e a coisa não fica nada melhor, quando Kavanagh explica porque está sendo perseguido por Stein e os detalhes de sua vida passada. O filho, que já não tinha grande amizade pelo pai, começa a odiá-lo. No meio disso tudo, Jimmy relembra da sua relação com seu próprio pai, um aviador da Segunda Guerra Mundial, e de como ele o ensinou a ser quem ele é agora. Também lembra de sua esposa e de como se conheceram. Porém, nada disso o salvará do implacável Stein.

Garth Ennis coloca toda sua inspiração numa história de conflito de gerações, com muito sangue. As ilustrações são de John Higgins, o colorista de Watchmen. Uma das grandes minisséries do selo Vertigo, onde o autor de Preacher mostrava o grande contador de histórias que é.


quarta-feira, 14 de maio de 2014

The Walking Dead: Volume 02


THE WALKING DEAD: OS MORTOS-VIVOS - VOLUME 02
Scans by Rapadura Açucarada/Onomatopéia Digital


Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI (vol.01 aqui)


Sinopse: Rick e seu grupo continua procurando um lugar para se fixar. É quando dão de cara com um condomìnio abandonado e, aparentemente livre de zumbis. Neste momento, se junta ao grupo Tyrese, sua filha e o namorado dela. Este logo se mostra um excelente matador de mortos-vivos. Mas, nada é tranquilidade e logo Carl leva um tiro por acidente e Rick leva-o para a fazenda onde o atirador mora. Lá, Herschel, o dono da fazenda consegue salvar a vida do menino. Rick tenta convencer Herschel a deixar ele e seu grupo viverem ali. Mas os atritos logo começam.


Zumbis Marvel: Volume 01


ZUMBIS MARVEL - VOLUME 01 de 04
Scans by Onomatopéia/Rapadura


Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Sinopse: Um estranho evento transforma todos os super-heróis e supervições em zumbis. A mistura de superpoderes e fome poor carne humana devasta em pouco tempo o planeta. Magneto, um dos últimos a resistir, cai nas mãos dos mortos vivos. As criaturas começam a ficar sem opções de cardápio e é quando aparece o arauto de Galactus, o Surfista Prateado. Ele vem anunciar que seu mestre está chegando para devorar o planeta. Será? Ainda nesta edição, um prequel de como os super-heróis foram sendo infectados pouco a pouco.


sábado, 10 de maio de 2014

Camelot 3000


CAMELOT 3000 - 3a. VERSÃO DOS SCANS
Em comemoração dos 30 Anos da sua Publicação no Brasil
Scans dedicados á minha amiga Nayane R.


Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique AQUI


Sinopse: Em agosto desse ano, Camelot 3000 completará 30 anos da publicação de seu primeiro capítulo, aqui no Brasil. Isso aconteceu na revista Batman #2, da Editora Abril. Além de ser a nova detentora dos direitos dos personagens da DC Comics, a editora, já no segundo número do herói mais popular da casa, lança o início desta saga que marcou minha vida como leitor de quadrinhos. Eu tinha meus 15 anos completos, na época. Desde os 11 anos ja tinha responsabilidades de adulto, mas aos 15 ainda era uma criança. Talvez as histórias mais adultas que tenha lido até então devem ter sido as de Conan, o Bárbaro. Mesmo assim, nada havia me preparado para Camelot 3000. Apesar de ser, basicamente uma história de super-heróis vestida das lendas de Rei Arthur, ainda assim havia coisas ali que eu não esperava encontrar num gibi formatinho, como um cavaleiro transexual e cenas de lesbianismo subentendidas. Eram subentendidas porque, como eu soube anos depois, a editora Abril cortou cenas e editou páginas inteiras. Ma o subtexto estava lá, qualquer um entendia o que estava acontecendo naquela bodega!

Somente neste encadernado que aqui se encontra - o terceiro com a série compilada - é que fui entender porque esta HQ era tão avançada para os quadrinhos de super-heróis da época. Uma introdução do autor, Mike W. Barr esmiuça tudo que aconteceu até ela estar pronta e uma das coisas que ele deixa claro é que Camelot 3000 foi vendida pelo mercado direto - as comic shops, que começavam a nascer - e sem o selo do Comics Code Authority, que tanto limitava a imaginação dos criadores.

Porém, aqui no Brasil, ela saiu nas bancas, dentro da revista Batman e, em seguida, na Superamigos. Tínhamos assim, lesbianismo e aventuras do Homem-Morcego, na mesma edição. Mas, a HQ não me marcou apenas porque um dos cavaleiros da Távola Redonda reencarnava em um corpo de mulher, ou porque mostrava o Rei Arthur matando bebês (não lembro se editaram isso), entre tantas outras coisas. Me marcou porque era muito bem escrita e desenhada. A partir dali eu nunca esqueceria o nome Brian Bolland.

A ação era quase ininterrupta, intercalada por momentos tensos ou singelos, como a busca pela Santo Graal, esta feita em um único capítulo. Os personagens são cativantes e o leitor é colocado no meio da ação, na pele do jovem Tom Prentice, que vive os dramas e, assim como nós, quer que as coisas terminem do melhor modo possível. Mas, nem sempre é assim.

Desde Merlin, passando por Arthur até Morgana Le Fay e Mordred, os personagens são pura força, honra ou maldade. A invasão alienígena a qual o Rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda voltam à vida para dizimar, é o pretexto perfeito para que uma aventura grandiosa se descortine diante de nossos olhos.

Eu posso estar errado mas, a meu ver, Camelot 3000, com sua ousadia que seria testada apenas no mercado direto, em edições limitadas, foi a porta de entrada, o teste final, para saber se o público estava preparado para o que veio depois, como Batman: O Cavaleiro das Trevas, Batman: A Piada Mortal, Watchmen e etc. Iniciada em 1982, só terminou em 1985, devido a atrasos constantes. Mas, mostrou que quadrinhos podiam ser adultos, tanto quanto o eram há muito tempo as HQs européias.

Camelot 3000 também foi importante para o Rapadura Açucarada. Foi a primeira HQ de peso a ser escaneada nos primórdios do blog. Consegui a série encadernada em três volumes, em formatinho ainda. Apenas em 2005 ela seria publicada, sem cortes, num encadernado único, pela editora Mythos. E, em 2010, pela editora Panini, em papel couché, com a introdução de Mike W. Barr e alguns extras, que é a edição aqui em questão.

Por ser tão importante para mim, não poderia deixar de digitalizar uma terceira vez, para melhorar a qualidade. Muito mais do que Watchmen, muito mais do que Planetary, Camelot 3000 é minha HQ preferida de todos os tempos. E não se trata dela ser melhor ou não do que as que citei. É simplesmente pelo fato de que ela foi a HQ que estava lá, quando eu deixava de ser criança, para me tornar um homem. E, era como se os quadrinhos estivessem fazendo essa transição junto comigo. Eu deixava de ser apenas um escudeiro, para me tornar um cavaleiro.