segunda-feira, 25 de março de 2013

Pateta Faz História #02


PATETA FAZ HISTÓRIA - VOLUME 02 de 20
Cristóvão Colombo e Johann Strauss

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


Um dos personagens mais carismáticos da Disney é, com certeza, nosso querido Pateta. Criado em 1932, recebeu o nome de Dippy Dawg, mais tarde trocado para Goofy. Seu jeito pateta de ser conquistou tanto os fãs, fazendo-o o terceiro no trio com Mickey e Pato Donald. Logo se destacaria em suas próprias animações, geralmente sendo uma espécie de apresentador em uma série que abordava vários temas, indo de esportes até o hábito de fumar. Era como se assumisse vários papéis e personalidades diferentes, todas elas atrapalhadas.

Nos quadrinhos é parceiro constante de Mickey. Porém, tem aventuras solo, sendo que até mesmo super-herói se tornou, o Superpateta. E, assim como nas animações, era um personagem perfeito para assumir outras personalidades, inclusive a de grandes nomes da história e/ou da literatura. Provavelmente foi pensando nisso que nasceu a série Pateta Faz História.

Lembro bem como eu ficava fascinado com aquelas histórias publicadas no Almanaque Disney, em que o Pateta de repente era Leonardo Da Vinci, daqui a pouco Cristóvão Colombo e até mesmo Frankenstein. Era diferente do que eu estava acostumado a ler nos quadrinhos Disney. Tempos depois foram até mesmo lançadas como edições especiais. Mas, quem iria saber que aquelas não eram todas as histórias que existiam na série original?

Então, há pouco tempo a Editora Abril editou toda a série em revistas formatinho. Vinte volumes em que 19 deles trazem dois personagens por edição e a última é uma coletânea chamada Teatro Disney, mostrando as histórietas que deram origem à ideia de Pateta Faz História.

Pateta Faz História é uma coleção que deveria constar na biblioteca de toda escola. Apesar das histórias serem humorísticas e não historicamente fieis, há pequenas biografias que dizem mais sobre o personagem retratado, assim como um texto detalhando a criação daquela história em quadrinhos específica. Só faltou mesmo o estúdio de criação Disney no Brasil criar um Pateta Faz História para algumas personalidades do nosso país. Mas, creio que aí, já é pedir demais. Mas seria interessante ver um Pateta Faz História como Santos Dumont.


sábado, 23 de março de 2013

Y: O Último Homem - Vol. 04


Y: O ÚLTIMO HOMEM - VOLUME 04
Scans by Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


No quarto volume das aventuras de Yorick Brown, ele precis ficar aos cuidados de uma agente, amiga de 355. Infelizmente, descobre tardiamente que está nas mãos do que parece ser uma psicopata que pretende torturá-lo de todas as formas, inclusive sexualmente. Nada parece fazer sentido. Para Yorick sua vida corre grande perigo, e ele nem sabe o quanto.

No próximo arco, nossos alegres aventureiros se deparam com um bando de mulheres que tomaram as estradas do Arizona, impedindo a passagem de qualquer um, criando assim um caos. Precisando passar, A Dr. Mann vai até as mulheres pedir um acordo, o que acaba sendo uma péssima idéia. Ela acaba capturada e torturada. Agora 355 precisa salvá-la, enquanto Yorick faz uma nova amiga.


quarta-feira, 20 de março de 2013

The Walking Dead: Os Mortos-Vivos - Vol. 01


THE WALKING DEAD: OS MORTOS-VIVOS - VOL. 01
Scans by Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


Muito antes da série começar a ser produzida, e até mesmo antes de ser publicada no Brasil, The Walking Dead já era uma HQ adorada por aqui, graças aos scans. As edições traduzidas eram esperadas com as mesma ansiedade que a chegada de um gibi às bancas. Kirkman já havia conquistado seu público brasileiro.

Quando começou a ser publicada por aqui, só dava pra adquirir os encadernados através das comic shops ou lojas on line. Apenas com o sucesso da série, começou a ser distribuída nas bancas de jornais, porém em edições de 24 páginas, a cada mês. Um pouco frustrante, já que, nesse passo, levará anos para que se chegue onde os encadernados estão hoje.

O grupo
Vertigem continua traduzindo os scans, estando em uma numeração bem adiantada. E, para quem não encontra os encadernados, aqui está o primeiro volume. Não é certeza de que estarão aqui todos que já sairam por uma simples questão monetária, como sempre. Mas, vamos ver, né?

Bom, com todo o sucesso que o seriado vem fazendo, não existe quase nenhuma alma viva (fã de quadrinhos) que não saiba do que se trata. Rick Grimes, policial baleado, acorda de seu coma no hospital, e descobre que o mundo vive um apocalipse zumbi. Desesperado, precisa encontrar sua família e reza para que ainda esteja viva. Consegue isso com a ajuda de Glenn, um coreano que o leva para o acampamento onde vive, e onde, por coincidência, sua esposa Lori e seu filho Carl, estão vivendo.

A partir daí, Rick se tornará o líder desse grupo de pessoas que tentam sobreviver aos zumbis. E, o mais importante, sobreviver aos dramas que uma catástrofe dessas causa. Não são apenas os mortos-vivos que se tornam um problema, mas disputas internas, como lidar com cada uma das pessoas, e como criar filhos em meio ao fim do mundo.

O seriado fez tanto sucesso quanto a HQ, porém os produtores optaram por fazer mudanças que tornaram a série diferente dos quadrinhos. Personagens novos foram criados, outros foram suprimidos e a cronologia não é a mesma. O que poderia ser um desastre, mostrou-se muito eficaz. A série já vai para sua quarta temporada.


Image and video hosting by TinyPic


terça-feira, 19 de março de 2013

Revista Animal 2.0 - #01 de 22


REVISTA ANIMAL #01 de 22
Novos scans 2.0 by Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


A primeira regra dos scans é não falar dos scans. Mas, a segunda regra mais importante é: um scan precisa ser legível. Não adianta digitalizar uma revista e, no fim das contas, você só conseguir divisar as ilustrações, mas ter que apertar os olhos para conseguir ler alguma coisa. Esse não é um problema tão grave hoje em dia, mas, por muito tempo tivemos scans que eram feitos sem se pensar muito em qualidade, apenas em popularidade. Porém, o problema é que muitos scans feitos no passado e que eram legíveis nas telas de computador da época, hoje em dia não o são tanto com o avanço da tecnologia de monitores e tablets. A Revista Animal é uma delas.

Animal é um daqueles projetos incríveis em que completamos a digitalização de todos os números publicados aqui no Brasil, tendo sido eu, Cimerian Satan e outros que os fizemos. Numa época sem tablets e em que monitores de tela plana ainda eram caros demais, ler num computador com monitor de tubo fazia parecer que os scans estavam num tamanho excelente. Um erro de julgamento, sem pensar no futuro, principalmente meu.

Os diálogos nas histórias em quadrinhos publicadas na Animal que escaneamos, estão perfeitamente legíveis. O problema começa nos muitos artigos que povoam a revista, principalmente no suplemento MAU. Como ocupam boa parte da revista - e foram feitos com muito esmero - se torna terrível o fato de não se conseguir lê-los adequadamente. Se aumentamos dando zoom, a qualidade se perde e não melhora a leitura.

Como aconteceu com Classics Illustrated, surgiu a chance de conseguir a coleção completa da revista, novamente. Faltam algumas, só torço para que o sebo aqui perto onde as estou comprando, não venda os que me faltam. Por sorte existem números replicados. Infelizmente será impossível fazer isso com tudo que foi escaneado nesses 10 anos. Muita coisa existe pelos Mercados Livre da vida, mas aí envolve não só dinheiro, mas entrar numa expiral de falta de tempo que pode ser desanimador e me fazer parar. Então melhor fazer o que, por acaso aparecer, como está sendo o cado da Animal.

Abaixo coloco um exemplo do scan antigo, e do novo, da número #01, justamente em uma parte que contém matéria e não quadrinhos, para se perceber a diferença. Para quem quiser baixar os 22 números na qualidade em que estão, clique
AQUI.


Image and video hosting by TinyPic
Clique para ampliar


sábado, 16 de março de 2013

Classics Illustrated #02: Hamlet


CLASSICS ILLUSTRATED #02: HAMLET
William Shakespeare e Tom Mandrake

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


A história básica de Hamlet, o príncipe desejoso de vingança da Dinamarca, antecede a peça de William Shakespeare en cerca de 400 anos. Shakespeare aparentemente baseou sua tragédia romântica numa versão da lenda escandinava que apareceu em Histoires Tragiques (1576), escrita por François de Belleforest, que, por sua vez, que, por sua vez, parece ter se apoiado na História Danica, de Saxo Grammaticus (por volta de 1200). Shakespeare pode também ter buscado inspiração em Ur-Hamlet (por volta de 1580), uma peça, talvez do popular dramaturgo Thomas Kyd, que não sobreviveu aos dias de hoje.

É impossível determinar exatamente quando Shakespeare completou Hamlet e quando a peça foi encenada pela primeira vez. Certos relatos escritos indicam que a priueira montagem ocorreu antes de 1602. Quando Hamlet foi montado pela companhia de Shakespeare, os Homens de Lord Chamberlain, ele já havia escrito mais de 20 peças de muito sucesso. Como suas outras obras para teatro, Hamlet foi escrito com um olho na bilheteria do Globe Theatre: o objetivo de Shakespeare eram casas cheias, não sucesso de crítica.

Testemunho de seu gênio é o fatop do autor ter alcançado ambas as coisas: Hamlet foi um sucesso desde sua estréia, continuando a emocionar platéias e leitores através dos anos. Esse trabalho é considerado por muitos mestres como a maior obra cênica de todos os tempos. Uma apaixonante história de vingança, Hamlet também é um exame profundo da complexidade do sofrimento e da indelével batalga entre o dever e a moralidade. Existem várias versões de Hamlet e esta adaptação é baseada no que se considera a versão definitiva, uma combinação de textos publicados em 1604 e 1623. (Fonte: a própria edição).


sexta-feira, 15 de março de 2013

Graphic Novel #04: Homem-Aranha


GRAPHIC NOVEL #04: HOMEM-ARANHA - MARANDI
Susan K. Putney e Bernie Whrightson

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


Marandi Sjörokker é uma menina que aparenta ter 12 anos, mas, na verdade, tem mais de 200. Quando encontra o Homem-Aranha em ação, já sabe que ele é Peter Parker, e mais, ela o conheceu quando menino. Ela está apenas de passagem pela terra, indo para sua dimensão, para enfrentar a terrível Tordenkakerlakk, um ser ao qual ela estava predestinada a enfrentar. Logo o amigão da vizinhança vê que o que ela diz é sério e se oferece para ajudá-la em sua luta e vai com Marandi para sua dimensão.

A graphic novel escrita por Susan K. Putney (uma ilustre desconhecidda) e ilustrada por Bernie Wrightson (um dos criadores de Monstro do Pântano) é uma bela fábula sobre amadurecimento e o que precisamos enfrentar para deixar de ser criança e começar a trilhar os caminhos para ser um adulto. Claro, não conseguimos isso sem ajuda. Marandi tem o Homem-Aranha, nós temos nossos pais, professores e etc. Mas, no fim, é algo que depende totalmente de nós mesmos.

Oh, claro, se você tiver sorte de ser um nerd desde muito cedo, também terá a juda do Homem-Aranha, do Batman, Hulk, Superman, Hellboy, Constantine e uma penca de outras pessoas para te ajudar neste crescimento. Basta trazê-los para sua dimensão.


segunda-feira, 11 de março de 2013

Clic Completo


CLIC COMPLETO - MILO MANARA
Scans 2.0 do Encadernado by OD

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui



Sinopse: Clic conta a saga de Claudia Christiani, um recatada dama da alta sociedade, vítima dos afetos do Dr. Fez, a quem ela despreza. Quando Fez descobre que um cientista inventou um modo de ativar a libido das mulheres por meio de um simples botão e de um chip implantado, se apodera do invento e passa a perseguir Claudia, fazendo com que ela passe todo tipo de vexame ao sentir vontade de fazer sexo nos lugares mais inusitados e com qualquer pessoa.

No primeiro volume temos a origem de todo o padecimento de Claudia, com o Dr. fez perseguindo-a para onde quer que ela vá, seja até mesmo para a selva. Seu marido acredita na castidade da esposa, atribuindo tudo a algum tipo de doença que Claudia possa estar sofrendo. Assim sendo, envia um guarda-costas para cuidar dela. Quando Claudia é enviada para a casa de amigos nas montanhas, acaba interferindo em um aniversário e roubando o presente... sem querer.

No segundo, volume Claudia é uma jornalista especializada em assuntos ecológicos. Porém, o aparelhinho que mexe com sua libido está de volta, nas mãos de Fausto (um sósia de James Dean). Na verdade, seu marido é que o enviou, para um tipo de vingança sobre Claudia, que agora terá que enfrentar também seu tio senador, que a colocou na rede de TV onde trabalha.

No terceiro volume, Claudia Christiane ainda é jornalista e está às volta pelo Brasil, na época da corrida de ouro em Serra Pelada. Apesar de Manara fazer parecer que estamos em qualquer outro lugar da América Latina, menos no Brasil, perdoamos, já que não estamos aqui pela geografia. Enquanto isso, um trambiqueiro chamado Culorva usa Anna Rita para descobrir onde se localiza veios de ouro, já que ela é uma espécie de vidente. Para complicar mais ainda, Claudia se depara com um culto de fanáticos religiosos que vêem o orgamo como salvação do universo.

No volume quatro, Claudia acredita estar livre da influência do maldito aparelho. Volta a seu marido e a ser apenas uma dama da alta sociedade, sem grandes pretensões. Tudo realmente parece estar indo bem, até que um casal de irmãos coloca as mão no dito aparelho, graças ao ressurgimento do Dr. Fez, e vão usá-lo para chantagear Cláudia Christianni.


Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic
Volumes que o encadernado engloba


domingo, 3 de março de 2013

Y: O Último Homem - Vol. 03


Y: O ÚLTIMO HOMEM - VOLUME 03 DE 10
Scans by Onomatopéia Digital

Image and video hosting by TinyPic
Para baixar, clique aqui


Quando Yorick, a Dra. Mann e a agente 355 esbarram com uma russa chamada Natalya, ficam sabendo de algo realmente inesperado: astronautas estão para aterrisar nos EUA, vindos da estação espacial Soyuz, entre eles dois homens que não foram afetados pela praga mundial que matou todos os homens. Agora o pequeno grupo se empenha a chegar ao local de pouso para salvar os astronautas. Porém, o que nenhum deles sabem é que no encalço de Yorick está um pelotão do exército israelense, comandado pela tenente-general Alter, Mesmo Israel sendo aliada política dos EUA, Alter tem seus próprios planos para o último homem da terra, e isso inclui garantir que ele continue sendo o último.

Além das peripécias de nossos protagonistas, temos mais dois capítulos onde um grupo de teatro acaba encontrando Ampersand, e descobrindo que ele é um macho. Isso dá a ideia ao grupo de montar uma peça intitulada O Último Homem da Terra. Porém, nenhuma delas sabem que Ampersand está sendo procurado e não é apenas pelo seu dono.